Planejamento é uma coisa engraçada porque de uma hora pra outra tudo pode mudar. Eu planejei fazer esse texto há duas semanas e não rolou, fiquei doente, tive uma série de problemas, tive muito trabalho pra organizar e não queria fazer nada com pressa. Afinal, você dedica o seu tempo para me dar atenção quando lê o que escrevo, o mínimo que posso fazer é algo com muito amor, né

Mas quando a gente fala em ‘planejamento’, o importante é entender que: 
– Planejamento é um alinhamento e, jamais, uma regra!
– Não é algo que te deixa ‘preso’.
– Veja o seu ‘plano’ como uma bússola que te orienta pra um caminho que você quer chegar. Mas tudo bem se você resolver mudar a rota no meio do percurso 😉

Sabe por que? Imprevistos acontecem. Ideias surgem, vontades surgem, oportunidades surgem. E você não tem que ter medo de mudar só porque algo não está no seu ‘plano’.

Sendo assim, o planejamento é um guia que vai te orientar. Então, bora lá!

Quando a gente fala em planejamento de marcas, você precisa responder algumas questões:
• O que eu quero pra minha marca esse ano?
• Minha identidade/linguagem está alinhada com o que penso e acredito?
• Minha marca tem uma ‘cara’?
• Quem é meu público?
• Quais são as redes em que ele se envolve? Onde ele está?
• Em quais redes eu preciso estar?
• Já estou produzindo conteúdo pra minha marca?
• Como posso me organizar para dedicar um tempo para produzir conteúdo pra minha marca/produto ou divulgação do meu serviço?

Depois de refletir sobre as perguntas acima:
Abra um documento de texto e responda as perguntas acima. Depois liste entre 4 e 8 metas para esse ano. Seja realista.

Coloque os meses restantes do ano e inclua as metas em meses determinados por você. Por exemplo: fazer seu site é uma meta, mas você acha que isso só será possível em agosto, então coloca lá.

Abaixo da meta, escreva: o que eu preciso para concluir isso?

Exemplo: preciso economizar X por mês. E vá fazendo isso com as demais metas da lista.

O planejamento da Little de 2017 foi montado em outubro de 2016. Lá já constavam muitas coisas, como: lançar o site, fazer fotos, gravar vídeos, gerar conteúdo, entender de finanças, ampliar minha gama de serviços, estudar mais, pensar em coisas para meus clientes… Só que sabe aquela história lá do começo sobre o planejamento ser um ‘guia’? Isso é verdade. Na semana passada eu mudei quase tudo. Tirei e adicionei ideias. Pra mim o mais importante do ato ‘planejar’ é colocar no papel, porque vira compromisso mesmo. Mas esse compromisso precisa ser flexível. Ou seja: se você sentir que precisa mudar de caminho, mude! Planejar também é ouvir o coração.

Para conseguir seguir minhas novas metas, estipulei algumas datas. Exemplo:

Meta 01 -> Organizar a série de vídeos da Little

O que preciso para concluir isso?
• Definir o conteúdo em 3 séries (pensar em temas que sejam relevantes para o meu público)
• Escrever os 3 primeiros roteiros dos vídeos de cada série
• Gravar
• Editar
• Divulgar (montar cronograma de divulgação)

Quando vou fazer isso?
Vou separar 3h de cada domingo para ficar focada nisso.

Quando
Começando no próximo, dia 2 de abril.

Esse é um exemplo real. E isso serve pra tudo nessa vida. Eu resolvi ampliar a gama de vídeos da Little, mas agora tenho que colocar a mão na massa pra isso acontecer. Ou seja: tenho que sentar e realmente colocar no papel cada roteiro, fazer as pesquisas, pensar para qual mídia vou fazer isso (Facebook, Instagram, YT…).
Faça isso com todas as suas metas e coloque a data da AÇÃO. Porque planejar significa agir. E isso é para tudo nessa vida. Se você quer ler um livro, você precisa ir atrás do livro. Se quer fazer um curso, tem que se matricular. Se quer comer um omelete, vai ter que fazer. Se quer ver sua empresa andar, tem que trabalhar pra isso.

O planejamento tem que levar em consideração 2 pontos:
1) Deixar claro qual o propósito da sua marca
As pessoas precisam entender qual o seu propósito, o que faz a sua empresa ser diferente e especial. Elas precisam entender porque você existe.

2) Conteúdo
Depois de definido o seu propósito, é preciso pensar em como criar conteúdo realmente relevante. Por isso, a importância do planejamento.

¬ Todo negócio com propósito existe para fazer a vida de alguém melhor. Uma das formas de fazermos isso é gerando conteúdo relevante pra nossa audiência 😉

Inclua também no seu planejamento

  1. Qual o propósito do seu negócio?
  2. Por que meu negócio existe?
  3. Quais os meus objetivos com esse negócio?
  4. Quais as necessidades dos meus clientes?
  5. Quais ações vou tentar colocar em prática esse ano?
  6. O que deve ser feito para concretizar isso?
  7. Quando?
  8. Quem será o responsável?
  9. Quanto custará?
  10. Quando vamos avaliar essa ação?

Importante também 
Identifique as necessidades dos seus consumidores e tenha isso claro no seu planejamento! Sempre foque mais nas necessidades do que nos desejos. Tem uma frase do Henry Ford que é ótima pra explicar isso:

“Se eu tivesse perguntado às pessoas o que elas queriam, elas teriam dito um cavalo mais rápido.”

Quando você se concentra nas necessidades, seu plano tem mais chance de dar certo porque seus serviços e produtos são focados para gerar ‘soluções’, para melhorar a vida das pessoas de alguma forma. Você também começa a entender as motivações por trás de alguns comportamentos. E essa percepção é bem bacana <3

Se reciclar
É importante entender que você precisa se reinventar, se renovar com frequência. Oferecer novos serviços é crucial para se manter vivo em qualquer nicho de mercado. Se você só vende o mesmo bombom de chocolate, entra ano e sai ano, uma hora cansa. Porque a gente muda, o ser humano muda. Mas se, a cada ano, você cria um bombom novo, você renova a sua gama de produtos. Você pode sim focar só no bombom, mas precisa pensar no que pode oferecer de novidade: trufado, especiais, com frutas, sem lactose, com 85% cacau…

Pra isso, você precisa estar em um processo contínuo de aprendizado. Sempre (sempre) coloque no seu planejamento: ler mais, assistir mais vídeos e tentar fazer pelo menos um curso por ano. Pode ser online, um curso rápido… Pode ser da sua área ou não. Conhecer pessoas, novas áreas de conhecimento, novos assuntos, são pontos fundamentais para ampliar nossas referências de mundo e melhorar o que fazemos.

Mas, óh, toda experiência é válida. Uma viagem é válida, um filme, uma boa conversa. Ou seja, o investimento que você faz em você tem que entrar no seu planejamento de vida!

Mantenha uma mente amadora:
você não sabe tudo e buscar conhecimento nunca é demais!

Deixe visível
Imprima e deixe visível, anote em post-it e cole em um ponto que você veja sempre. Eu tenho um quarto na minha casa que tem um quadro branco cheio de anotações. Mas também coloco tudo na agenda em detalhes. Tudo que eu penso para esse ano está lá. Ou seja, o planejamento não precisa ser um documento com 80 páginas que, quando você terminar, vai estar defasado porque suas ideias já mudaram. Não precisa ser algo chato. As ideias da Little, por exemplo, estão em documento de texto com 3 páginas (e ainda assim, eu acho muito). Simples assim.

Sua equipe tem que saber
Se você tem uma equipe, compartilhe o planeamento com eles, peça opiniões. Melhor: se possível, faça com eles! Se você não tem, compartilhe com quem você ama, confia. Contar para as pessoas faz com que esse planejamento ganhe corpo, vida e mais responsabilidade. Leia suas metas todos os dias. Isso vai te dar folego para batalhar ainda mais para alcançar seus objetivos.

Escute seu público
Sempre vai ser sua maior referência. Veja o que o seu público quer saber.
¬ Pergunte para a seu público o que ele gostaria de saber sobre (complete com seu serviço).
¬ Peça feedback para seus clientes.
¬ Pergunte para as pessoas próximas se elas entendem o que você faz. Isso é bom pra saber se a sua comunicação é clara ou não.

Zéfini
No final, vai parecer um documento simples, mas é isso mesmo que tem que ser. Imprima e coloque em um lugar bem visível. Lembre-se sempre de dividir suas metas por etapas e se organize para alcançá-las, isso é investir na sua marca. Lembre-se também que seu plano deve ser flexível e adaptável sempre e para sempre 😉

Até o próximo texto.
Beijo no core

Quer receber um material bacana e que realmente te ajude na geração de conteúdo nas redes sociais?

Cadastre seu e-mail {e óh, fica tranquilo, a gente só manda o que gostaria de receber também. Respeitamos o seu espaço}.